Nós pais que estamos sempre a dizer “agora não posso"...

Nós pais que estamos sempre a dizer “agora não posso"...

Quantos de nós pais já parou para pensar a quantidade de vezes que dizemos aos nossos príncipes “agora não posso”, “mais tarde vemos isso”, “podemos falar depois?”?

Não tentem contabilizar. Não o vão conseguir. (se conseguiu diga lá como fez isso p.f.)

Passamos o dia a trabalhar, temos de pensar nas contas para pagar, o que temos que fazer em casa, se precisamos de comprar alguma coisa, mas falta-nos o melhor do mundo, TEMPO.

Tempo para brincar, tempo para ensinar, tempo para simplesmente admirar os nossos mais que tudo.

“Agora joga lá um bocadinho no telemóvel ou na consola enquanto eu faço isto”. E lá vão eles obedecer, mas quando ouvimos, “mãe podes jogar comigo o jogo das palavras?” eles ouvem um “agora não posso” e se fazem birra ficam de castigo. Somos tão maus. Sim maus.

Passamos a vida a exigir e a impor regras, mas não somos capazes de dar o exemplo.

Já pararam para pensar?

- Chega a hora do jantar e dizemos para comer a sopa sem fitas, mas provavelmente nem lhe tocamos;

- “Não se fala com a boca cheia!!”, dizemos nós talvez com alguma comida na nossa;

- “primeiro comes e depois conversas”. Vão conversar onde? Quando se forem deitar?

- “deixa-me ouvir o telejornal”. Será mesmo mais importante?

E então, continuam a achar que é falta de Tempo? Tempo ou disponibilidade? Tempo ou paciência?

Vamos lá colocar nas agendas, 10 minutinhos de atenção para os vossos príncipes. Parece pouco, mas todos os dias vai fazer a diferença.

“Educar dá trabalho, mas é um trabalho que dá bons frutos.” – Içami Tiba

Partilhar este post...
Tópico anterior Próximo post

Comentarios

Deixe comentário